Seguidores

domingo, 28 de outubro de 2012

POETA, ESSENCIALMENTE





POETA, ESSENCIALMENTE



Essência de poeta
Aroma de amor
fragrância de vida
anseio de esperança
brilho de confiança.

Pulmões bombeando vontade
Veias levando e trazendo
sangue quente.
Coração pulsando liberdade
pensamento sedento de verdade
mãos empunhando desejo
olhos suplicando atenção
pernas procurando força
sorriso de ilusão. 

Linda teimosia
espantosa crença na simplicidade
rara humildade
perigosa sinceridade.

Tombos fortes, fundas feridas,
Intrínseca sensibilidade
doçura mesmo diante da angústia
reserva inestimável de lágrimas
no processo de solidez da mente:
Poeta, essencialmente.






Um comentário:

Jaqueline Cristina disse...

É essência, é vida!

Bjoks