Seguidores

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

QUEM ÉS, DEUS?






Quem és, Deus?



Deus,
é o vento brando a Sua suave voz?
É a brisa,
que agita nosso cabelos,
Seus sussurros de amor a nós?
É o furacão Seu carão?

E o mar, Deus, é o Senhor em sua forma líquida?
E a areia soltinha, delícia em nossos pés?
E as ondas fraquinhas, carícias em Sua voz?
E as ondas gigantes, Sua ira, Seu revés?

Deus,
É o céu sua forma azul?
E as nuvens, seus anjos inventando figuras?
E as estrelas, do paraíso Seus pontos de luz?
E o sol?
Seu abraço quente na gente? 

Deus,
mostra na grandeza das montanhas
no rugido dos trovões
nos raios e tempestades,
no que te agradamos
no que te provocamos
o tanto que te magoamos.

Mostra às criaturas
que você mesmo fez
como devem viver
o que devem fazer
com Sua criação,
para Te alegrar
para te satisfazer
para fazer eterno
o Seu prazer de nos ver.

Fala sobre os montes
sob os escombros dos terremotos;
diz pros homens
o quanto eles mesmos os cavaram
enquanto não se amaram
enquanto não Te temeram
enquanto somente cobiçaram
e nem a natureza preservaram.

Esclarece os homens, Deus
fala do amor sobre todas as coisas
fala através de nós
que escolhestes para dizer
diz e convence os homens maus
que é o errar quem traz para o viver
o sofrer.



MCRL/mcrl/13/02/2007
Código em Recanto das Letras - T4151093


3 comentários:

Jaqueline Cristina disse...

Deus é Soberano!

Por mais que tentemos expressar em palavras "Deus" sentiremos falta de mais...
Porque Deus é mais, sempre mais, muito mais.
Deus é Deus!

Alexandra Vieira de Almeida disse...

Oi, Cristina. Esta sua poesia é linda. Fala do poder da criação de Deus e do amor pela natureza. Sempre o Bem triunfará sobre as coisas negativas que acontecem no mundo. Deus é o Senhor da criação - a Natureza - e devemos respeitá-la para não recebermos coisas negativas contra nós. Continue a criar poesia, pois você possui este dom divino e inspirador. Parabéns!!! Beijos, Alexandra.

Elson Ronis F de Almeida Ruach (Ronis Elson) disse...

Deus misericordioso e bondoso a negatividade do homem transgressor as leis divinas x a bondade que inspira ao amor. Vc em uma forma muito espiritual de escrever.