Seguidores

terça-feira, 19 de junho de 2012




Outra vez o amor



Vem, suave como um beija-flor
na madrugada
pousar em meu peito
que bate excitado, sonhador.

Vem, rasteiro com o som da noite
regar o triste canteiro
de minhas lembranças de dor.

Vem, aflito novamente,
com seus sintomas da doença amor
sacudir minhas pernas
tremular meus olhos
provocar meus desejos.

Bem-vinda, faceira taquicardia
quanto tempo, gostosa tremedeira
vem, do jeito que quiser
anjo, incógnito
pode vir
pode levar-me de novo
ao seu imenso mundo das incertezas.

Vem, nesse molejo cadente
com seu jeito moleque, desobediente
vem me fazer atravessar as noites às saudades
mostrar-me seus desencontros e vontades
trazer de novo o pulsar arrítmico do meu coração
atordoar meu cérebro perdido
inerte na paixão.

Pode vir, assim mesmo
com a semente de suas dúvidas
ressuscitar meus medos e receios
intimidar minhas inseguranças
invocar sua sensibilidade
tão natural, tão leve
eterna esperança.

Vem, feito menina alegre
deitar a cabeça em meu colo
suscitar em mim suas perguntas sem respostas
despertar em mim as mais quentes propostas
sussurrar pra mim as mentiras que tanto gosta
vem ser você
vem com você.




5 comentários:

Nitpress disse...

Belíssimo. Leve este para ler nos eventos de poesia da Nitpress no III Salão da Leitura de Niterói: domingo, 24, às 15h (Roda de poesia), e sexta-feira, dia 29, às 18h (Um brinde à poesia).
Abrs,
Luiz Erthal

Carlos Orfeu disse...

Ah,grande poetisa seus versos
enchem meus olhos de águas,por profunda ondas de sensibilidade que ele transmite,me faz flutuar
caramba,estou alumbrado com tão profundo encanto em versos,que
entram na alma florecendo mais o jardim interno,com mais flores de versos.

Um grande fraternal abração grande poetisa.

NALDOVELHO E A DANÇA DO TEMPO disse...

Bravo minha amiga! É sempre muito importante manter as portas do coração abertas. Isto é vida e a mensagem que existe no poema nos desperta para esta verdade.

NALDOVELHO E A DANÇA DO TEMPO disse...

Bravo minha amiga! É sempre muito importante manter as portas do coração abertas. Isto é vida e a mensagem que existe no poema nos desperta para esta verdade.

Tanisenc disse...

Boa noite! Sou uma aspirante a poetisa, estou ainda em fase de crescimento, vi seu comentário no blogger da Ângela Montez e resolvi segui-la. Se possível, dê uma passada no meu blogger e veja alguns de meus pensamentos, lembrando-a que ainda estou aprendendo, gostaria de trocar ideias com a senhora, tenho uma pagina no facebook: http://www.facebook.com/janis.nc
pagina: http://www.facebook.com/pages/By-Tanisenc/100179800127589