Seguidores

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

TODOS OS DIAS






Todos os dias



Todos os dias lembro a música que tocava no momento em que minha filha, linda noiva, surgia com seu pai a caminho do altar...e isso me faz  sentir exultante!

Todos os dias ainda penso no último amor que vivi, arrancado de mim com a mesma violência que se arranca o brinquedo mais caro dos braços de uma criança carente...e isso me dói no mais profundo da alma!

Todos os dias penso no sacrifício de Jesus por nós, por mim... e isso me faz sentir um alívio imenso das minhas dores mais intensas!

Todos os dias penso, e peço, que minha filha mais nova seja guardada e protegida de todo o sofrimento...e isso me faz saber que estou clamando por uma utopia!

Todo dia tento vivê-lo como se fosse o último dia, e amar as pessoas que me cercam como se fosse a última vez que as visse...e isso me faz pensar que a morte está sempre próxima, mas não o fim...

Todos os dias acordo triste, preocupada, mas Deus me toma pela mão, me derrama a Sua graça e eu vou dormir feliz: porque fiz algo de bom, amei alguém como a mim mesma, senti a dor de alguém como se fosse minha, orei pelos que estão oprimidos mas, ao mesmo tempo, estou cada vez mais descrente dos homens...

Todos os dias quando abro os olhos me invade o peito uma esperança de ser mais um dia para amar, perdoar, seguir adiante com alegria e destemor...e isso me lembra a perseverança dos mártires do amor e da justiça!

Todos os dias suplico por prazer, porque ainda sinto o corpo a pedir a sensação máxima que nos foi graciosamente dada...e isso me faz constatar que Deus é o maior amante da humanidade, pois Ele mesmo nos deu a sexualidade!

Todas as noites penso que menos um dia eu tenho de vida...e então misturo em meu peito, ao mesmo tempo, as emoções da alegria e do torpor...

Todos os dias e noites me regozijo em escrever, em mais um poema esculpir, em ver mais uma poesia nascer, e isso me faz pensar que este dom não é nada...nada além de minha missão aqui a cumprir!





MCRL/mcrl/12/11/12
Código em Recanto das Letras – T3982576








4 comentários:

Jaqueline Cristina disse...

Todos os dias são ensolarados mesmo em meio à chuva porque somos abençoados pelo dom da vida em Deus.
Bjoks

Cristina Lebre disse...

Obrigada, Jaqueline, minha irmã em Cristo e na poesia, juntos somos mais, bjs

Erasmo Shallkytton disse...

Belíssimas linhas lapidadas nesta triunfal prosa. Parabéns!

Cristina Lebre disse...

Obrigada, Erasmo, Deus o abençoe, grande abraço!