Seguidores

domingo, 12 de março de 2017


LACUNA

Sonho com você por toda a noite
e acordo, plena de nós dois;
travas se soltam
correntes se arrebentam,
madrugada exala
amor.

E diante do nosso beijo lento,
imagem de um momento intenso,
toda uma gente
se cala.

Acordo, percebo meu corpo
ele emana a energia do desejo
e se alimenta do capítulo de uma história
que não fecha,
não fecha.

Um dia há de concluirmos
a pecha dessa energia
que até parece insana
despertar te lembrando na cama
a cana, ainda não quebrada
a torcida, de forma alguma esmagada,
uma luta interna, te amar, te esquecer,
uma causa ainda não julgada
um delírio a entorpecer.

Decerto a única trave
que ainda fecha meus olhos
e pela qual gastaria
minutos densos
do meu precioso tempo.

Cada um deles seria
pérola, diamante, esmeralda
até tocar o seio dessa alvorada
em que o sonho invoca
o até agora não resolvido
sentimento.

@Cristina Lebre - 21/01/17
Código em RL - T5889813

4 comentários:

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Cristina.
A indecisão é sentimento aflitivo por não ter a certeza do que fazer.
Lembranças boas não deixam de fazer parte da alma,contudo, tem um ponto de interrogação muito irritante.
Amor assim é muito complicado.
Parabéns.
Linda semana de paz.
Beijos na alma.

Cristina Lebre disse...

Obrigada por comentar, querida Patrícia, enquanto não resolvemos nossas questões amorosas vamos fazendo poesia, bjs, semana próspera pra vc!

Maria Rodrigues disse...

Uma história inacabada transformada numa belíssima poesia.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Micheli Laviola disse...

Amei a sua poesia, Cristina Lebre!!Vamos caminhando pelas letras da Poesia com o amor que ela merece!